Afinal, arroz integral emagrece ou engorda? Descubra aqui!

Muita gente acredita que o arroz integral emagrece por ser menos calórico que a versão comumente consumida pelas pessoas, mas você sabe como esse alimento realmente age no organismo? Descubra agora!

Existem algumas diferenças consideráveis entre o arroz branco e integral, que vão muito além da textura e do sabor.

Para quem precisa emagrecer, até mesmo o consumo de certos alimentos comuns precisa ser pensado com cuidado, de forma que deixar de consumir arroz branco pode sim influenciar na balança.

emagrece ou engorda

Há quem evite a versão integral do arroz por achar que o branco é mais agradável (tanto ao paladar quanto aos olhos), mas a verdade é que, se bem feito, o arroz integral muito se assemelha à sua versão refinada.

Aqui você também aprenderá como preparar corretamente esse alimento. Agora vamos entender as principais diferenças entre as duas versões de arroz:

Arroz Integral x Arroz Branco

O arroz branco, diferentemente do integral, passa por mais processos químicos na fase de industrialização. Basicamente, os melhores nutrientes do alimento são extraídos para que o grão fique branco, com uma aparência mais “limpa”.

Ou seja, o arroz integral mantém boa parte de seus nutrientes originais intacta. Ele é conhecido por vir com uma casquinha e um farelo próprio, características que fornecem fibras muito importantes para todo sistema digestório, principalmente o intestino.

Em poucas palavras: a versão integral do alimento é digerida com mais facilidade pelo estômago e libera vários nutrientes benéficos para o organismo, tais como proteínas, fibras, cálcio, potássio, tiamina e magnésio.

Por ser menos calórico e mais rico em fibras, o arroz integral é uma ótima opção para quem precisa perder peso. Com baixo índice glicêmico, ajuda a diminuir os picos de insulina do corpo.

Ou seja, além de ajudar a emagrecer, esse alimento traz outros vários benefícios para a saúde.

Como o arroz integral te ajuda a emagrecer?

pé de arroz

As fibras que consumimos junto com o arroz ajudam todo sistema digestório, isso porque esse tipo de nutriente auxilia no processo de digestão dos alimentos, desde na chegada ao estômago até ao intestino, onde ajuda o corpo a eliminar o que não foi absorvido com mais facilidade.

Por acelerar o processo de digestão, as fibras também melhoram o funcionamento do metabolismo corporal, o que é fundamental para quem está de dieta e precisa queimar gordura.

Nosso corpo precisa consumir, aproximadamente, 25 gramas de fibras por dia. Desse montante, 15% estão presentes em uma porção de arroz integral.

Outros benefícios:

 Por não ser um alimento que sofre com tantos aditivos químicos da indústria, o arroz integral é muito mais saudável que o branco.

Uma reeducação alimentar que visa o emagrecimento do paciente precisa necessariamente contar com grãos integrais, já que ajudam a manter a saciedade por mais tempo, além de garantir o bom funcionamento do intestino.

O arroz integral emagrece, mas possui ainda outros benefícios. Uma dieta rica em nutrientes é sempre mais efetiva do que um regime com restrições alimentares. Por isso o potássio, ferro, manganês, proteínas e vitaminas contidas no alimento são muito bem vindos.

Se consumido da maneira correta, ele sacia ao mesmo tempo em que não engorda, e pode substituir o arroz branco em todas as refeições, até mesmo no pré-treino (para quem faz academia).

Uma xícara de arroz integral possui cerca de 215 calorias. Quem está de dieta costuma consumir bem menos que isso em cada refeição, então as calorias desse alimento não se tornam um problema quando ingerido na quantia correta.

Combinado aos outros alimentos saudáveis liberados na reeducação alimentar, como saladas, legumes e carnes magras, o arroz integral complementa uma rotina correta de alimentação e hábitos saudáveis, que são imprescindíveis para quem quer perder aqueles quilos extras.

O alimento é pobre em gorduras e possui nutrientes que ajudam na perda de peso, como é o caso da proteína. A proteína precisa de mais esforço por parte do corpo para ser digerida, ou seja, mais calorias são gastas na digestão.

Como preparar arroz integral da maneira correta

porção de arroz

Muita gente reclama do tempo de cozimento do arroz integral. De fato, ele possui características distintas do branco, que precisam ser levadas em consideração na hora do preparo.

Apesar de poucas diferenças, são detalhes que fazem toda diferença no tempo de fogo e no resultado final. Confira nossas dicas!

A versão integral é realmente mais dura que o arroz tradicional, assim como ocorre com todos os grãos integrais. Para lidar com isso, basta deixar o arroz integral de molho por cerca de 2 horas antes do preparo.

Dependendo da marca, o arroz pode ser mais ou menos duro, e isso é o que determinará quanto tempo de molho na água ele precisa, mas 2 horas é um bom tempo para começar.

Ainda que o processo seja parecido com o de cocção do arroz branco, muita gente erra ao fritar os grãos. Arroz integral, ao contrário do tradicional, não deve ser refogado junto com os temperos.

O correto é fritar o alho e a cebola, adicionar a água e o sal e, assim que a água começar a ferver, adicionar os grãos (já escorridos).

Em síntese, para preparar o arroz você vai precisar de:

  • Uma medida de arroz (que ficou de molho na água ao menos duas horas);
  • Duas medidas de água;
  • Alho e cebola a gosto;
  • Sal a gosto;
  • Azeite ou óleo para refogar.

Para preparar, refogue o alho e a cebola no óleo. Em seguida, adicione a água e o sal, e tampe. Espere até que comece a ferver. Escorra o arroz da água em que estava de molho e adicione na panela.

Você pode tampar a panela tranquilamente, pois a água não transbordará. Como você deixou o arroz de molho, o tempo de cozimento deve ser o mesmo do branco. Se demorar muito, deixe os grãos de molho por mais tempo da próxima vez.

O arroz integral emagrece e conta com diversos outros benefícios que, somados a uma boa reeducação alimentar e hábitos saudáveis, com certeza te levará a alcançar o tão desejado resultado na balança.