Chá de sene emagrece ou é mito? Descubra aqui!

Tem dúvidas se o chá de sene emagrece ou é mito? Separamos um guia contando tudo que precisa saber sobre essa erva, como utilizar, contraindicações e modo de preparo. Confira!

O que é o Sene?

erva de sene

Sene é uma planta usada para fins fitoterápicos. Originária da África, hoje em dia pode ser encontrada em qualquer lugar do mundo, já que ganhou muitos adeptos por prometer perda de peso rápido.

Existem dois tipos de Sene:

  1. Mais conhecida como Cássia Sena, a erva tem origem no Egito e no Sudão, países conhecidos pela utilização milenar de ervas;
  2. A outra derivação é a Cássia Angustifólia, que podia ser encontrada tanto na Arábia quando na Somália.

Ainda que exista dois tipos de erva sene, ambos têm qualidades semelhantes, por isso trazem os mesmos efeitos para o organismo, principalmente laxativo, ou seja, estimula o funcionamento acelerado do intestino, fazendo com que o corpo elimine mais fezes e com mais frequência.

Isso acontece porque a planta Sene possui em sua composição ingredientes que afetam diretamente a mucosa do intestino, influenciando o movimento peristáltico (que já acontece naturalmente durante o processo de evacuação das fezes) e, por isso, precipita o aumento de idas ao banheiro.

Afinal, o chá de sene emagrece ou é mito?

O chá de sene emagrece sim, mas isso se dá devido ao excesso de funcionamento do intestino, ou seja, não há perda de gordura, e sim de fezes.

Por isso, a planta tem levantado muitas discussões acerca de sua real eficácia no emagrecimento, pois a perda de peso não se dá pelo gasto de tecido adiposo, e sim pela limpeza do intestino.

Grupo de risco: Quem não pode consumir chá de sene

Alguns grupos não devem consumir o chá. Ainda que seja uma planta, pode trazer diversos riscos para a saúde de algumas pessoas. São elas:

  • Crianças menores de 12 anos;
  • Pessoas que sofram de obstrução intestinal;
  • Indivíduos com maior tendência a diarreia;
  • Pessoas que tenham quaisquer topos de dores abdominais;
  • Quem estiver desidratado

Existem também outros grupos de risco mais perigosos ainda! São eles:

  • Portadores de doenças inflamatórias intestinais severas;
  • Gestantes que ainda não tenham alcançado o sexto mês de gravidez (efeito abortivo);
  • Quem sofre com Doenças de Crohn ou com Síndrome do Cólon Irritável.

Como deve ser o consumo do chá de sene

perder barriga

De forma geral, o chá de sene deve ser consumido moderadamente, ou seja, apenas em ocasiões emergenciais. Quando se está com prisão de ventre, ou se for uma situação que precisa de solução rápida (como aliviar o ventre dias antes de uma festa).

Constipação e flatulência também são casos em que o chá é bem-vindo, porém funciona de forma provisória, sendo que para solucionar esse tipo de problema definitivamente é preciso investir em uma reeducação alimentar, ingerir fibras, muito líquido e cortar massas e frituras.

Chá de sene vicia?

Sim, vicia o corpo pois, se consumido de forma rotineira, acaba acostumando o intestino a sua intervenção, ou seja, o intestino passa a precisar do consumo da planta para funcionar adequadamente, o que pode acarretar em sérios problemas em uma das funções vitais do nosso corpo.

É preciso ressaltar ainda que, em alguns casos, a pessoa começa a sofrer de um desconforto na região abdominal após o consumo do chá, mas isso não impede que o corpo crie uma dependência intestinal da planta.

Em casos mais graves, o consumo excessivo do chá pode levar a um problema chamado de caquexia, que nada mais é que o emagrecimento exagerado, levando à desnutrição e desidratação.

Então, por quanto tempo pode-se consumir o chá?

Por afetar o intestino de maneira significativa, seu uso deve ser restrito, por no máximo, 10 dias. Nesse período, o chá pode ser consumido em qualquer horário do dia (podendo, inclusive, ser tomado de manhã), apenas mantenha em mente seus efeitos laxativos e escolha o melhor horário que se adeque à sua rotina.

Efeitos colaterais do chá de sene

Já citamos alguns efeitos colaterais da planta, mas aqui vão todos para que você saiba melhor se está exagerando na dose ou não:

  • Dores abdominais;
  • Náuseas;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Erupções cutâneas;
  • Inchaço nos dedos;
  • Perda de peso acentuada;
  • Pigmentação escura no cólon.

Assim que perceber qualquer sinal de um dos sintomas citados acima, descontinue o uso do chá imediatamente. O uso excessivo pode levar a muitas complicações, até mesmo danos crônicos no fígado e nos rins, por isso todo cuidado é pouco!

Confira agora uma receita para preparar seu chá de sene corretamente:

Como preparar Chá de Sene?

É possível encontrar o sene em diversas variações, desde cápsulas até mesmo xaropes (para uso adulto e infantil) e, claro, na forma de erva para chá. Essa opção é a mais famosa e utilizada em todo mundo, por isso vamos aprender agora como preparar a bebida corretamente, preservando suas propriedades e benefícios:

  • Leve ao fogo cerca de 150 ml de água (o correspondente a uma xícara);
  • Deixar a água no fogo baixo, esquentando lentamente, até começar a levantar fervura (quando subirem as primeiras bolhas);
  • Nesse momento, esperar cerca de 2 minutos e desligar em seguida;
  • Em um copo ou xícara, acrescente cerca de uma colher de café da erva de sene (que pode ser encontrada na forma de frutos secos ou folhas secas da planta);
  • Despeje a água quente por cima e abafe a xícara, para que a infusão funcione de acordo. Mantenha abafado por, no mínimo, 5 minutos;
  • Espere esfriar até conseguir tomar sem se queimar. Evite adoçar, mas em último caso, utilize mel ou adoçante.

preparar chá

Chá de sene emagrece, mas com cautela!

Em poucas palavras, podemos concluir que o chá de sene pode sim ajudar a reduzir as medidas da cintura, porém não age diretamente sobre a queima de gordura, e precisa ser uma estratégia calculada, já que em excesso pode ser prejudicial à saúde.

No mais, o chá de sene emagrece sim, mas deve ser acompanhado por uma alimentação balanceada, com muitas fibras, vitaminas, minerais e líquidos, para não recuperar o peso perdido após transcorrer o período de consumo do chá.